0
Share

(Re)Pensar o Humano – 32º Encontro de Filosofia – 17 de fevereiro de 2018

(Re)Pensar o Humano

Na biotecnologia, as fronteiras entre o homem, a máquina e o artificial são cada vez mais difíceis de determinar, ao ponto de se questionar onde começa e termina o humano face ao artificial simbioticamente interligado com o corpo e a mente. Os avanços da inteligência artificial levantam diversas questões de ética prática, jurídica e política, nomeadamente saber se poderemos chegar a um momento em que robôs possam vir a ter estatuto moral e jurídico. As relações sociais e económicas alteram-se vertiginosamente e as finalidades da educação tornam-se nebulosas  face a um futuro no qual uma parte significativa das profissões está ainda por descortinar.

Estas são questões que estão hoje a ser pensadas em diferentes domínios da ética prática e da filosofia política. Porém, não são questões que se possam pensar sem o lastro das áreas de saber e de investigação de onde surgem.

Numa altura em que a disciplina de Filosofia do ensino secundário, no âmbito da autonomia e da flexibilidade curricular, vai ser ativamente chamada a desenvolver projetos com outras disciplinas, o olhar interdisciplinar ajuda-nos a configurar um pensamento que, a partir da filosofia, estabeleça relações entre diferentes perspetivas.

O ensaio filosófico é um instrumento central para o desenvolvimento de competências nos alunos. Assim, paralelamente, mas sem deixar de haver uma relação, este Encontro comporta uma sessão sobre como trabalhar com os alunos para que pensem filosoficamente.

 

Local: Auditório do Museu Nacional de Conímbriga

17 de fevereiro de 2018

 

Programa

Manhã

8:45 – Receção dos participantes

9:15 – Mesa de abertura

9:30 – Conferência inaugural , por Maria do Céu Patrão Neves – Universidade dos Açores

 

10:15 Painel 1 | Inteligência artificial, economia, empregabilidade e educação

Educação e inempregabilidade: do trabalho ao ócio criativo, por António Quintas-Mendes – Universidade Aberta

IA e Robótica – desenvolvimentos recentes, impactos e questões éticas, por Pedro Encarnação – Universidade de Lisboa

 

11:15 – Intervalo

 

11: 30 – O ensaio filosófico no ensino secundário

Como se fazem filósof@s, por Manuel João Pires

O Clube Ético: quem pode ser sócio?, por Maria João Portijo

O Problema do Livre-Arbítrio: a ilusão da ignorância, por Andreia Vitorino

Como derrotar o génio maligno com duas mãos?, por Nuno Rafael Gomes

13:15 – Almoço

 

Tarde

15:15 Painel 2 | Estatuto moral e jurídico da inteligência artificial

Programming Machine Ethics: princípios de roboética, por Ana Elisabete Ferreira, Universidade de Coimbra

Do Androids Dream on Subjective Rights? Unha Reflexión sobre Dereito e Singularidade, por Miguel Vieito Villar –  Universidade de Santiago de Compostela

 

16:15 – Intervalo

 

16:30  Painel 3 |  As Biotecnologia e a invenção do futuro

Moderadora: Maria do Céu Patrão Neves

Eugénio Ferreira, Universidade do Minho

Maria Ancensão Reis, Universidade Nova de Lisboa

Maria Goreti Sales, Universidade do Porto


18:00 – Assembleia Eleitoral

Intervenientes

Maria do Céu Patrão Neves (conferência inaugural)

Professora Catedrática de Filosofia, disciplina de Ética, da Universidade dos Açores com formação específica na área da Bioética pelo Kennedy Institute of Ethics (Washington, DC), foi deputada ao Parlamento Europeu, de 2009 a 2014, sendo atualmente Consultora para a Ética da Vida do Presidente da República. Faz parte de múltiplas associações nacionais e internacionais. Autora de vários livros. Para um perfil completo, veja aqui.

Alexandre Franco de Sá

Professor Auxiliar do Instituto de Estudos Filosóficos da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e Professor Adjunto do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, Brasil. Doutor em Filosofia, especialidade Filosofia Moderna e Contemporânea, pela Universidade de Coimbra. Vice-Presidente da Associação Portuguesa de Filosofia Fenomenológica.

Ana Elisabete Ferreira

Ana Elisabete Ferreira é licenciada, mestre e doutoranda em Direito, na área de Ciências Jurídico-Filosóficas, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. É Investigadora do Centro de Direito Biomédico, onde se formou em Direito Médico, Bioética, e Direito da Farmácia e do Medicamento. É Advogada e Consultora Jurídica, e responsável pela Secção de Responsabilidade Civil Médica do Instituto de Derecho Iberoamericano. É membro da Associação Portuguesa de Filosofia do Direito, Teoria do Direito e Filosofia Social, da Associação Lusófona de Direito da Saúde e da World Association for Medical Law.

António Quintas-Mendes

Professor Auxiliar na Universidade Aberta. Licenciado em Psicologia pelo ISPA, Mestre em Linguística pela Faculdade de Letras de Lisboa e Doutorado em Educação pela Universidade Aberta. Especialista em Educação a Distância e E-Learning com um interesse particular pela temática das Tecnologias Cognitivas e Processos de Comunicação Online na Sociedade em Rede. Ver perfil mais completo aqui.

Eugénio Campos Ferreira

Doutorado em Engenharia Química pela Universidade do Porto, é professor catedrático da Universidade do Minho. Desde 2016 é Diretor da unidade de I&D, Centro de Engenharia Biológica. Integra numerosos programas de investigação em curso, nomeadamente na área da biotecnologia. É autor e coautor de numerosas publicações. Ver perfil completo aqui.

Maria Ascenção Reis

Professora Catedrática de Química e Biotecnologia na Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade Nova de Lisboa. A sua investigação principal situa-se na área da Bioengenharia. Autora de numerosos artigos e de capítulos de livros científicos. É coautora de 9 patentes nacionais e internacionais.

Maria Goreti Sales

Investigadora Principal do Grupo de Investigação Innovis – Innovative Diagnostic Tools, do CINTESIS. Doutorada em Química Analítica pela Universidade do Porto, integrando, atualmente, o corpo docente do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), na qualidade de Professora Adjunta.
Dedicada à investigação de nanomateriais biomiméticos e biossensores, foi fundadora e coordenadora científica da unidade de investigação BioMark – Sensor Research, atualmente integrada no CINTESIS. Ganhou uma bolsa no valor de um milhão de euros, concedida pelo Conselho Europeu para a Investigação, para desenvolver a criação de dispositivos autónomos e portáteis para o diagnóstico precoce do cancro, no âmbito do projeto 3P’s. Para além disso, é membro da equipa de coordenação de um projeto FET-Open, aprovado pela Comissão Europeia com um orçamento de mais de 3 milhões de euros.

Manuel João Pires

Licenciado em Filosofia pela FLUL, com conclusão da parte curricular do Doutoramento em Filosofia. Participou em colóquios nacionais e internacionais, tendo vários trabalhos publicados. É professor de filosofia no ensino secundário e, em complementaridade com a atividade docente, é membro da SEA – Sociedade de Ética Ambiental. Integra os órgãos sociais da associação O Que é? e, desde fevereiro de 2015, é presidente da PROSOFOS – Associação para a Promoção da Filosofia, responsável, entre outras atividades, pela organização das Olimpíadas Nacionais de Filosofia e pela participação de Portugal na International Philosophy Olympiad.

Miguel Vieito

Licenciado e mestre em Direito pela Universidade de Santiago de Compostela, onde se encontra a realizar o seu doutoramento. Autor de vários artigos na área do Direito Biomédico e colaborador em projetos I&D.

Paulo Ferreira


Licenciado em Filosofia – Ramo de Formação Educacional pela Universidade de Coimbra, leciona actualmente a disciplina de Filosofia nos Cursos Científico-Humanísticos como professor do quadro de nomeação definitiva no Departamento de Ciências Sociais e Humanas da Escola Secundária de Anadia.

Pedro Encarnação

Doutor em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores pelo Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa. Colabora com a Universidade Católica Portuguesa (UCP) desde outubro de 2000, ocupando agora a posição de Professor Auxiliar na Católica Lisbon School of Business & Economics. Foi Professor Visitante (Investigação) na Faculdade de Medicina de Reabilitação da Universidade de Alberta e no Glenrose Rehabilitation Hospital, Canadá, no primeiro semestre do ano letivo de 2008/2009. Os seus interesses de investigação incluem a Engenharia de Reabilitação, em particular a utilização de sistemas robóticos para a reabilitação de crianças com deficiência, e o controlo não linear de veículos autónomos.

NOTÍCIAS

Veja aqui todas as noticias APF mais recentes.

VER NOTÍCIAS

EVENTOS

Com carácter científico e didático, dirigidos a especialistas ou ao grande público, os eventos da Apf incluem seminários, palestras, ciclos temáticos, ações de formação creditada e cafés com filosofia.

CONHEÇA OS EVENTOS

RECURSOS

A Apf criou uma área de recursos para professores, estudantes e outros interessados na Filosofia.

VER RECURSOS

Related Posts